/Mãe e o ensino a distância: a chance de recomeçar

Mãe e o ensino a distância: a chance de recomeçar

Mãe é mãe – é o maior vínculo de uma criança com o mundo. A mulher se doa totalmente para essa nova vida sem pedir nada em troca. Ela doa todos seus esforços, financeiros e corporais, como também doa algo muito valioso: seu tempo quase que integralmente se volta ao bebê.

Principalmente nos primeiros meses, esse consumo de tempo é intenso. E por mais que as responsabilidades sejam divididas, todos nós sabemos que a mãe se volta totalmente ao rebento.

Com o crescimento da criança a todo vapor, aos poucos a mãe vai conquistando mais independência e pode aos poucos “voltar a vida em sociedade”. Se ela trabalha em uma empresa ou no funcionalismo público, após a licença maternidade essa mulher já estará apta a atuar novamente no mercado.

Se ela está um tempo parada, se dedicando aos filhos, ou até insatisfeita com a posição atual em seu trabalho, uma nova rota, com novos planos e objetivos na seara acadêmica, é altamente desejável.

O problema é que muitas dessas pessoas ainda precisam se ocupar dos filhos e ainda acumulam outras funções dentro e fora de casa. Como estudar desse jeito? Mas tem jeito sim, e como tem!

Um curso realizado através do sistema EAD (Ensino a Distância) é a melhor coisa para pessoas que se identificam com esse contexto social. Por diversas razões, mas essencialmente pela economia de tempo.

A gestão de tempo é um problema em vários ambientes sociais e nesses casos específicos a engenharia para casar todas as responsabilidades cotidianas fica facilitada. Por isso, fazer uma faculdade a distância só vai “dar bom” para as mamães universitárias.

Outros benefícios são a economia de dinheiro, pois não há a necessidade de se locomover para a instituição – tirando raras exceções – e a opção de fazer um plano de estudos de acordo com o estilo de vida. Agora não tem desculpa, só se matricular no curso de preferência, se organizar e focar nos estudos!